Fabrício Togni - Cirurgia e traumatologia buco maxilo facial

Cirurgia Ortognática


Procedimento cirúrgico odontológico simultâneo ao tratamento ortodôntico com aparelhos dentários. Tem o objetivo de corrigir o posicionamento dos ossos da mandíbula e maxila, colocando-os em equilíbrio funcional e estético com o restante da face em pacientes adultos que apresentam um desenvolvimento ósseo facial fora do ideal.

 

Vantagens do tratamento


 • Correção do posicionamento dentário

• Correção da disfunção mastigatória

• Eliminação de dores faciais associadas

• Correção da estética facial

• Correção da oclusão (encaixe dos dentes)

 

Indicação para Cirurgia Ortognática


As pessoas que podem se beneficiar da cirurgia ortognática são aquelas que não apresentam um encaixe dos dentes adequados causados pelo posicionamento incorreto da mandíbula e/ou maxila. O crescimento dos maxilares é um processo gradual e, em alguns casos, a maxila e a mandíbula podem crescer com taxas diferentes. O resultado pode ser uma série de problemas que podem afetar a função mastigatória, a fonação, a saúde bucal e a aparência. A Ortodontia sozinha pode corrigir problemas de mordida quando apenas os dentes estão envolvidos. Porém, quando os ossos da face estão em posição inadequada, o tratamento ortodôntico ficará limitado. Assim, a Cirurgia Ortognatica reposionará os maxilares e favorecerá o término do tratamento ortodôntico. Os pacientes com a indicação para este tratamento costumam apresentar os seguintes sinais e sintomas:

• Dificuldade em mastigar, morder ou engolir

• Problemas de fala

• Dor crônica nos maxilares

• Dor crônica na Articulação Temporo Mandibular

• Mordida aberta

• Mandíbula ou maxila salientes e

• Problemas respiratórios.

 

  • Maloclusão Dentária Classe III de Angle (protrusão mandibular e/ou retrusão maxilar)
  • Oclusão Classe I de Angle (maxila e mandíbula bem posicionados)
  • Maloclusão Dentária Classe II de Angle (retrusão mandibular e/ou protrusão maxilar)